Chuveiro a Gás: Como instalar? É melhor que o elétrico? | Copagaz
Blog Copagaz
17 de novembro de 2021
Comentários (0)

Chuveiro a gás: Como instalar? É melhor que o elétrico?

Chuveiro a gás

Índice

Quem não gosta de um banho quentinho, principalmente nos dias frios? Apesar de muitas residências utilizarem o chuveiro elétrico, o modelo a gás aparece como uma ótima opção de custo-benefício. Confira as vantagens de cada um dos tipos, como funciona o aparelho a gás e como instalá-lo em sua residência.

Como funciona o chuveiro a gás?

O chuveiro a gás necessita de um aquecedor para funcionar. O princípio é o mesmo do fogão a gás de cozinha: um aparelho que, por meio do GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), faz com que uma chama seja acesa e realize a função do aquecimento. Assim, a ducha funciona mais como um utensílio de distribuição da água. Além disso, os aquecedores a gás possuem um componente chamado fluxostato, que detecta o fluxo da água e dá o comando para que o aparelho libere gás, ao mesmo tempo que a chama é acionada para acender o fogo.

Aquecedor a gás branco na parede.

Diferenças entre chuveiro a gás e elétrico

Enquanto o chuveiro a gás exige um aquecedor, o elétrico aquece a água por si só e, consequentemente, consome energia elétrica para isto. Veja os prós e contras de cada um:

Chuveiro a gás

Prós

  • Maior vazão de água, temperaturas maiores e mais estáveis, permitindo um banho mais agradável;
  • As duchas e os aquecedores mais simples podem ser encontrados por preços acessíveis;
  • É mais econômico e ecoeficiente;
  • Funciona mesmo em casos de falta de energia.

Contras

  • Requer mão de obra especializada para instalar;
  • Maior investimento inicial com o aquecedor.

Chuveiro elétrico

Prós

  • Fácil instalação;
  • Opções modernas de aparelhos.

Contras

  • Responsável por grande fatia da conta de luz;
  • Se mal instalado, oferece riscos para a rede elétrica e até para o usuário;
  • Menor vazão de água;
  • Não funciona em caso de falta de energia.

Instalação de chuveiro a gás

Embora possa parecer simples, a instalação do aquecedor a gás deve ser realizada por profissionais especializados e autorizados. 

É preciso verificar o tipo de tubulação, os pontos de saída de água de sua casa ou apartamento e os tipos de acessórios necessários para cada ducha e aquecedor. Nisso, o próprio vendedor do equipamento pode ajudar.

Chuveiro a gás não esquenta: o que fazer?

Assim que entrar na ducha, repare que a água se mantém fria ou, no máximo, fica morna. Essa situação incômoda já aconteceu com você? 

As principais causas do problema são o desequilíbrio hidráulico na caixa d’água ou no fornecimento da rua, já que o fluxo maior de água pode fazer com que o aquecedor tenha sua corrente de calor bloqueada, ou então a falta de gás ou problema em algum componente do aquecedor. Veja o que fazer em cada caso:

  • Em caso de insuficiência de gás, a recomendação é que se troque os botijões ou que se verifique se não está havendo algum vazamento. Já se o fornecimento for por encanamento pode ser preciso verificar o funcionamento do medidor de gás.
  • Se a questão for causada pelo desequilíbrio hidráulico, é possível regular a temperatura no próprio sistema, mas evite abrir o registro de água quente e depois diminuir a temperatura com o fluxo frio, pois o consumo será maior.
  • Por outro lado, problemas em algum componente do aquecedor, como na ventoinha, devem ser solucionados por um profissional especializado, para evitar riscos ao usuário, e a falta de abastecimento pode ser resolvida pela companhia de gás ou pelo responsável pelo condomínio.

Para mais dicas sobre GLP e economia para sua casa ou comércio, navegue pelo blog da Copagaz e aprenda como calcular o gasto de gás, diferenças do gás natural e GLP, como economizar gás, e muito mais!