Qual é o gás de cozinha? Saiba tudo sobre gás de cozinha - Copagaz
Blog Copagaz
4 de março de 2021
Comentários (0)

Qual é o gás de cozinha? Saiba tudo sobre gás de cozinha

Qual é o gas de cozinha? GLP

Em praticamente qualquer residência brasileira que você vá, lá está o botijão de gás. Mas você já se perguntou qual é o gás de cozinha mais usado nos lares brasileiros? Do que ele é feito e por onde ele passa até chegar na sua casa?

Continue a leitura para descobrir isso e muito mais, como as vantagens de usar este tipo de gás e dicas para identificar adulterações! 

Qual a composição do gás de cozinha?

Sem mais mistérios, o gás de cozinha, esse que você tem em casa e que vem no tradicional botijão, é o GLP (Gás Liquefeito de Petróleo). O termo “liquefeito” não é à toa, pois a principal característica deste tipo de gás é que, devido à alta pressão ao armazenar em um botijão, ele se torna líquido. 

Na verdade, o GLP não tem apenas um gás em sua composição. É uma mistura de gases condensáveis (que podem passar para o estado líquido) provenientes do petróleo. 

Outra curiosidade é que o GLP não possui cheiro algum. Mas, como seu vazamento pode ser perigoso, as indústrias adicionam enxofre – esse é o “cheiro de gás”. 

Agora que já sabe o que é GLP, continue a leitura para descobrir como ele é produzido e levado até você. 

Como é feito o gás de cozinha?

Você já ouviu falar sobre as refinarias, certo? Aqui, no Brasil, elas são muito importantes, já que há bastante petróleo. E justamente elas que são responsáveis pela produção do gás GLP.

Depois de produzido, as bases primárias da Copagaz, que ficam pertinho das refinarias, recebem o gás através de dutos. Já as secundárias recebem por meio de transporte rodoviário ou ferroviário. Então, distribuímos para milhões de lares e empresas em todo o Brasil. 

É fundamental que a distribuidora de gás de cozinha faça, periodicamente, um processo de requalificação dos botijões para sua maior segurança. 

Vantagens do GLP

  • Pode ser usado não só em cozinhas, mas também para o aquecimento de ambientes e chuveiros, por exemplo.
  • É de fácil acesso, chegando até mesmo em zonas rurais.
  • Não precisa de instalação – apenas da mangueira de gás.
  • Contribui para o meio ambiente, já que sua emissão de poluentes é baixa. Também não polui os rios, por exemplo.
  • É econômico e durável. 

Falando em economia, fica a dica: o cilindro P45 é ideal para os mais diversos serviços, como residências, restaurantes, shoppings, academias, hospitais e muitos outros. 

Descubra como identificar um gás de cozinha adulterado

Revendedores não-autorizados costumam pegar botijões cheios e esvaziá-los parcialmente. Então, esse vazio é preenchido com água ou substâncias inflamáveis, colocando a sua segurança em risco. 

Para identificar, fique de olho nestes dois fatores.

  • O botijão de gás 13 kg é o mais leve do mercado. Se você teve impressão de que o botijão recebido pesa menos do que isso, desconfie; 
  • Revendedores autorizados, como a Copagaz, possuem botijões com lacre, etiqueta e inscrição em alto relevo. 

E aí, entendeu qual é o gás de cozinha? Tem alguma dúvida ou sugestão? Caso sim, entre em contato com a gente ou deixe um comentário!