Sistema de gás em condomínio: o que você precisa saber - Copagaz
Blog Copagaz
12 de maio de 2021
Comentários (0)

Sistema de gás em condomínio: o que você precisa saber

Se onde você mora tem um sistema de gás em condomínio, é importante se manter informado sobre como ele funciona e quem se responsabiliza por ele. Afinal, o gás de cozinha é uma fonte de energia limpa muito importante, mas que, sem os cuidados certos, pode oferecer riscos. 

Confira abaixo as principais informações sobre gás em condomínio e tire as suas dúvidas sobre o assunto.

Índice:

O que é necessário para instalar uma central de gás (condomínio)?

Antes mesmo de serem construídos, condomínios já tem a central de gás inteiramente planejada, com o auxílio de profissionais da área. Há uma série de normas que devem ser seguidas para que sua construção e utilização seja segura para os moradores. Além disso, a central e o encanamento devem passar por testes antes da entrada dos condôminos.

Um detalhe importante é que a central de botijão de gás deve estar localizada fora do prédio, em um lugar arejado, porém coberto. Desta forma, em caso de vazamento, os moradores poderão continuar em segurança. 

Quem realiza o abastecimento de gás em condomínio?

O abastecimento do gás para condomínio deve ser realizado por uma empresa contratada previamente. É responsabilidade da empresa em questão realizar a reposição dos botijões e garantir que o fornecimento de gás não seja interrompido por falta dele.

Vazamento de gás condomínio: o que fazer?

Em caso de suspeita de vazamento de gás no seu condomínio, é necessário comunicar ao síndico imediatamente. Desta forma, ele poderá contatar a empresa fornecedora, além de tomar alguns cuidados fundamentais para promover a segurança dos moradores nesta situação. Os cuidados envolvem interromper o fornecimento de gás e, caso o vazamento seja intenso, evacuar os moradores, até que a situação seja normalizada. 

Responsabilidade tubulação de gás: de quem é? 

Apesar de a empresa fornecedora ser responsável por fazer manutenções periódicas da tubulação de gás, legalmente, os responsáveis são outros. O artigo 1.331 do Código Civil aponta o condomínio como responsável pela tubulação de gás presente nas áreas comuns. Enquanto isso, o morador se responsabiliza pela tubulação de gás em seu próprio apartamento. No geral, o papel dessas pessoas é identificar vazamentos e possíveis defeitos, para que a empresa de gás contratada possa ser acionada. 

A conta do gás em condomínio sempre é individualizada? 

Nem sempre a conta do gás em condomínio é individualizada. No geral, esta decisão é tomada durante uma assembleia de condomínio específica para este fim.

Caso você queira saber mais sobre o assunto, confira 4 vantagens da individualização de gás em condomínio.

Como economizar gás em condomínio?

Existem várias formas de economizar na conta de gás, a principal delas é evitar utilizar a potência máxima dos aparelhos a gás sem necessidade. Além disso, caso seu aquecedor a gás não seja automático, é preciso apagar a chama piloto assim que parar de utilizá-lo. 


Tirou suas dúvidas sobre sistema de gás em condomínio? Confira nosso blog ou entre em contato conosco, através do número 0800 707 2672, para saber mais sobre o que é GLP, como instalar botijão de gás, botijão P45, dentre outras informações sobre gás para você e sua família.