As perspectivas do setor de GLP para 2021 - Copagaz
Blog Copagaz
17 de março de 2021
Categoria:
Comentários (0)

As perspectivas do setor de GLP para 2021

O GLP, Gás Liquefeito de Petróleo, é um dos produtos mais importantes para o Brasil. É popularmente conhecido como “gás de cozinha”, pois sua maior aplicação é na cocção dos alimentos, sendo essencial para o preparo das refeições em 95% dos lares brasileiros. Um insumo energético importante para vários segmentos industriais, comerciais e a agropecuários. Mobiliza um vasto sistema de distribuição e comercialização, de grande capilaridade, que atende a rigorosos requisitos de segurança, regularidade e qualidade em suas operações. 

A pandemia afetou todos os setores em 2020, inclusive o de GLP. Logo no início do isolamento social houve uma mudança no comportamento do consumidor. Esse, optou por armazenar o produto em casa, aumentando a demanda e causando uma corrida ao produto por parte daqueles que tinham receio de ficar sem, tornando a situação ainda mais desafiadora.   

Trabalhando com um produto que é tão essencial no dia a dia do brasileiro, a Copagaz teve que se reinventar em todos os seus departamentos. Logo no começo do isolamento social, a empresa precisou agir rápido para garantir a continuidade do atendimento aos clientes. Com centros de operação distribuídos pela maior parte do brasil, a adequação teve que ser feita de maneira extremamente ágil, fazendo a Copagaz rever seu modelo de operação para que o consumidor não fosse atingido.  

Em 2021, o cenário em relação ao Corona vírus ainda não evoluiu completamente, tornando as possíveis perspectivas relativamente incertas. Mesmo assim, é possível entender e avaliar algumas previsões para o setor, como o crescimento na demanda em torno de 1,5% a 2%. A confiança de grandes empresas na retomada econômica do país impactará positivamente ao longo do ano. 

Como o GLP está presente em diversos segmentos importantes, com o reaquecimento da economia a tendência é que o consumo do produto nas áreas de comércio e indústria das distribuidoras tende a subir. Em entrevista, o presidente do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigas), Sergio Bandeira de Mello, comentou sobre a questão: “dados da ANEEL [Agência Nacional de Energia Elétrica] apontam que o consumo de Energia Elétrica já alcança níveis pré-pandemia, o que significa um cenário mais favorável para o GLP empresarial”. Este fator pode alavancar os números do setor de GLP como um todo, o que faz com que a projeção de resultados ao longo de 2021 seja positiva.